Turning Pages... / O virar da página!


É o virar de uma página
Este ano que passou
Encontraremos na nova margem
A história que não terminou

Enfrenta-se o ano novo
Como quem atravessa um rio
O dia de amanhã 
É o reflexo de hoje
E uma lembrança de ontem

O tempo é como essa canoa que espera
Por uma ponte abandonada
Por elas sempre passam os dias
Sem irem a lugar algum
O amanhã é sempre uma ilusão
De um barqueiro que se aproxima
De um comboio que não chega

É uma espécie de magia
Transformar o amanhã com o remar de hoje
Como essa canoa
Como essas tranquilas águas que envelhecem
Porque o tempo é um rio
Que o mar sempre espera
Mesmo sem ir a algum lugar
O que nos move é o poder de sonhar

Um próspero 2011


Reacções: